No dia de Nossa Senhora de Fátima, 13 de maio, um outro milagre aconteceu em Brasília: o Heaven And Hell tocou aqui. O show foi no Ginásio Nilson Nelson, lugar que todo mundo sabe ter uma acústica horrível.

Eu cheguei bem cedo, cerca de 5 horas da tarde, quando o show estava marcado para as 9:00 no jornal, mas para as 10 no ingresso. Vai entender...

Lá chegando, eu não tive o menor problema para achar uma vaga, pois ainda estava bastante vazio. Eu encontrei um conhecido meu, o Daniel, que estava com a esposa e o irmão. Acompanhando eles, eu consegui entrar antes do show e ver um bom pedaço da passagem de som.

Mal acreditei quando vi o Vinny Appice. O cara é um monstro, nunca tinha visto ninguém tocar bateria daquele jeito. Ele é o “menino” da banda, pois está para fazer 50 anos e o resto tem mais de 60.

Dali a pouco aparece o Geezer Butler. Ele mal parece aquele cara magrelo e narigudo do início do Black Sabbath, pois está gordinho. Ele nem nos notou, “os penetras”.

É. Mas quem chegou depois notou, o próprio Toni Iommi. O pai do Heavy Metal. Todo mundo que toca guitarra sabe quem é o homem e a sua SG super pesada. Depois de dar uma passada no som, ele nos olhou e eu, com medo de ser expulsa, me escondi. Eu estava de penetra, não podia me arriscar. Dali a pouco chega o Dio, e eles passaram Mob Rules. O som ainda não estava 100 por cento, mas, mesmo assim, eu fiquei arrepiada.

Depois de muita encheção de saco dos seguranças, e também de uma ruiva gorda que eu não sei quem é, eu me mandei para a fila, onde aguardei por cerca de uma hora batendo papo até abrirem os portões.

O show demorou a começar e nós da HOT ZONE já nos amassávamos em busca de um lugar melhor. Lá para as 10:30, o show começou. Eles abriram o show com E5150 e Mob Rules, foi o suficiente para a galera pirar.

Para quem não sabe, Ronnie James Dio é um cidadão de terceira idade, já tem 67 anos. Ele é bem magrinho e baixinho... Mas que voz... Realmente, ele é um dos maiores barítonos do rock e sua voz não sofreu nada o efeito de 40 anos de carreira. Dio se apresenta como um contador de histórias, alguém que tem total domínio da arte não só de cantar, mas também de interpretar. Uma coisa engraçada é que ele tem a mania movimentar a mão que não está segurando o microfone como se estivesse apertando os botões de um trompete. Para quem não sabe, o pequeno Deus começou sua carreira musical tocando Trompete.

Eu sou fã de Rock Pesado há muitos e muitos anos, já fui a diversos shows, mas nunca tinha ouvido um grupo tão pesado. O som do Heaven and Hell, que, convenhamos, é o Black Sabbath, é soturno, bastante sombrio. Gezzer Butler e Tony Iommi criam riffs no melhor estilo “acorde do demo” com muita facilidade. Cada um fica no seu canto do palco, viajando em seus instrumentos. Mas que coisa maravilhosa ver os senhores tocando aqueles acordes soturnos e infernais, com aquela batera pesadíssima ao fundo e o “contador de histórias” à frente da banda.

Depois de Mob Rules, eles emendaram com Children Of The Sea. Nessa hora eu pirei, pois essa é uma das minhas músicas favoritas. Daí eles tocaram uma música do álbum Dehumanizer, de 1992, “I”. Esse foi o primeiro disco que eu tive do Black Sabbath, pois Heaven and Hell é Black Sabbath. Eles só não usam o nome por causa de chatices da grande baranga-mor do Rock’n’Roll, Sharon Osbourne (mulher do Ozzy Osbourne, que só consegue aguentar aquela pentelha muito bêbado).

O set-list seguiu com Bible Black, do último álbum, Time Machine, do Dehumanizer, e um solo de bateria “escroto” de Vinny Appice, que soube agitar a galera. O show seguiu Fear, do último CD. A galera não sabia a letra, mas tentava acompanhar no melhor estilo “embromation”. Dio agitava a platéia, fazia todo mundo acompanhá-lo. Sua presença de palco contradiz a sua idade. Ele é o pequeno Deus, ele pode tudo, ele domina a platéia e rege o coro como um maestro.

Depois de Fear, foi a vez de Falling Off The Edge off the world, do Mob Rules, possivelmente uma das músicas mais pesadas do Sabbath, e the Follow The Tears. Nessa última, a platéia surpreendentemente sabia a letra e acompanhava Dio. No final dessa canção, todos gritavam “Dio, Dio,Dio”... Comecei a pensar se os outros integrantes estariam com ciúmes, afinal era um show do Heaven and Hell, nome de fantasia do Black Sabbath, que não quer ter problemas com a “perua Osbourne.”

Vendo que o show era da banda, e não dele sozinho, Dio, que é o "cara", anuncia o grande pai do “Deus Metal”, Tony Iommi, para fazer o solo de guitarra. Dio chama Iommi de “melhor guitarrista da Terra.” Para mim também é. Quantos caras podem se orgulhar de terem criado um estilo musical?

Iommi começa com um solo super viagem... Eu não sabia o set-list, mas senti qual a música que viria a seguir: Die Young, do maravilhoso álbum de 1981, Heaven and Hell.

Em 1981 eu ainda estava no Jardim de Infância e boa parte da platéia ali presente nem era nascida. Aliás, havia muitas pessoas matando aula de faculdade para estar ali. Posso dizer que valeu à pena para eles.

Die Young foi seguida de uma versão gigantesca de Heaven And Hell. Quem conhece o Live Evil pode imaginar como a versão foi longa. E a platéia agitava, acompanhando o som da guitarra em uníssono. Depois de uns dez minutos de Heaven And Hell (que é muito legal, quando se está na platéia, e não ouvindo o CD ao vivo) o show acabou. Quer dizer, acabou em termos, pois ainda faltava o BIS. Quando ele voltaram, fomos premiados com Country Girl ( eu nem acreditei quando eles tocaram ) do Mob Rules, emendada com Néon Knights. A platéia pediu mais uma, “Lady Evil”. Mas essa eles não tocaram.

O show acabou, eles agradeceram, Toni Iommi e Geezer Butler jogaram as palhetas para a platéia e eu consegui pegar o set-list do palco. O show foi maravilhoso. Eu não tinha idéia que os caras eram tão bons ao vivo. E eles são Black Sabbath, quem nega essa realidade não é fã da banda de verdade. Dio disse que eles voltariam. Tomara que sim, pois eu, assim como todos os felizardos presentes naquela noite de 13 de maio de 2009, fiquei com um gostinho de “quero mais.”

Voltem sempre, Heaven and Hell!

>>>>>>>>clique aqui para fotos do show!!!